http://rodrigobarba.com/blog/wp-content/uploads/2015/07/inpEV-embalagens-500x228.png
7jul

O que fazer com embalagens vazias de defensivos agrícolas?

inpEV embalagens 500x228 500x228 O que fazer com embalagens vazias de defensivos agrícolas?

Nos anos 60, defensivos agrícolas começaram a ser utilizados em larga escala no Brasil e várias leis surgiram para regular a sua aplicação, mas nenhuma tratava das embalagens pós-consumo desses defensivos. Geralmente, o agricultor enterrava, queimava ou até descartava estas embalagens nos rios ou na sua própria lavoura, colocando em risco o meio ambiente. No fim da década de 80, começaram discussões sobre o que fazer com essas embalagens. Foi então que, em 2000, foi promulgada a lei que regulamenta a responsabilidade dos usuários de devolver as embalagens aos comerciantes que, a partir daí, deveriam dar um destino final ao material em conjunto com os fabricantes.

Para gerenciar toda essa cadeia, foi criada o inpEV em 2001 e essa ação foi denominada como logística reversa o Sistema Campo Limpo (Saiba mais).
Pesquisa realizada em 1999 pela Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef) apresentou dados alarmantes. Apenas 50% das embalagens vazias de defensivos agrícolas no Brasil naquela época eram doadas ou vendidas sem qualquer controle; 25% tinham como destino a queima a céu aberto; 10% eram armazenadas ao relento e 15% eram simplesmente abandonadas no campo.

informativo 63 500x462 O que fazer com embalagens vazias de defensivos agrícolas?
Foto de Nelson de Paula Duarte – José Antonio Nogueira – Classificador de Embalagens da Central de São Sebastião do Paraíso (MG)

Em 2002, quando o Sistema Campo Limpo entrou em funcionamento, o objetivo era reverter esse quadro ambiental. Hoje, segundo dados do inpEV, 94% das embalagens plásticas primárias (aquelas que entram em contato direto com o produto) e 80% do total de embalagens vazias de defensivos agrícolas que são comercializadas têm destino certo. Estes resultados expressivos do Sistema Campo Limpo e seu funcionamento na cadeia produtiva agrícola demonstram até mesmo uma posição de liderança do país neste tipo de atividade – em segundo lugar está a França, que destina de forma correta 77% das embalagens dos defensivos comercializadas.

inpEV estatistica 500x237 O que fazer com embalagens vazias de defensivos agrícolas?

Hoje no Brasil, as embalagens são encaminhadas para a reciclagem ou incineração afirma João César M. Rando, diretor-presidente do inpEV. Sendo que 95% das embalagens vazias de defensivos agrícolas podem ser recicladas. Dentre os produtos frutos dessa reciclagem estão barrica de papelão, tubo para esgoto, cruzeta de poste de transmissão de energia, embalagem para óleo lubrificante, caixa de bateria automotiva, conduíte corrugado, barrica plástica para incineração, duto corrugado, tampas para embalagens de defensivos agrícola. Além desses produtos, destaca-se também a Ecoplástica Triex, a primeira embalagem produzida a partir da reciclagem de embalagens de defensivos agrícolas pós-consumo.

artigo patrocinado O que fazer com embalagens vazias de defensivos agrícolas?


Tags: , , , , ,

Comentário

  1. Zack Bursi

    outubro 17th, 2017 at 2:09 am (#)

    Adorei todas as fotos, o seu site eh lindo parabens! 🙂

Deixe um recado

Outros Blogs