31out

Passeando por entre as árvores na Malásia

Foto do Marcel Holyoak

No meio do parque Danum Valley Conservation Area você não pode deixar de passear pela grande passagem entre as árvores da floresta com quase 300 metros de extensão.

O mais impressionante da passagem com cinco árvores da sustentação feita com diversas pontes é que elas ficam suspensas até 26 metros do chão.

Em cada ponto de suspensão há também uma plataforma de observação em forma octogonal para descanso e visualização completa da floresta.

O parque Danum Valley fica em Bornéu, na Malásia e possui 438 km² de área protegida. Uma dos locais para se hospedar é o Borneo Rainforest Lodge, com pacotes de três dias por R$1200,00.

Foto do Marcel Holyoak

Vídeo 360°

28out

Um cabideiro com uma cadeira

Martino Gamper é um artista/designer italiano é conhecido por explorar e brincar com os típicos mobiliários de uma casa.

O designer que atualmente mora em Londres cria adapta cadeiras, bancos, mesas entre outros aplicando protuberâncias, ângulos estranhos e materiais não usuais.

Um dos seus projetos mais importantes do designer é o “100 cadeiras em 100 dias” em que garimpou 100 cadeiras e as transformou em cadeiras não convencionais para ficarem expostas durante 100 dias. (Já apresentamos aqui um projeto de 24 cadeiras em 24 horas).

Uma destas intervenções chamou muito a minha atenção. Trata-se da obra Attack chair criada este ano que consiste em um cabideiro feito com uma cadeira em suspensão.

Fiquei pensando em como isso poderia ser feito com aquelas cadeiras que perdem estofados ou até mesmo que perdem uma das pernas e que podem ganhar uma nova funcionalidade. Ideia no mínimo lúdica não? Quem não olharia para uma obra dessas quando entrasse na sua casa?

Fonte: Abitare

26out

Cooler de papelão

Em vez de usar a velha caixa de isopor que não pode ser reciclada a empresa canadense Cascades lançou um cooler produzido com papelão.

A Cascades ThermaFresh é feita com 70% de papelão reciclado, e é revestido com uma camada de impermeabilizante, sendo então, a prova d’água.
A capacidade de refrigeração, segundo o fabricante, é bastante similar a de uma caixa de isopor. Com duas bolsas de gelo, e um ambiente externo de 25°C, o cooler de papelão é capaz de manter uma temperatura de 5°C por até 36 horas.

Quando a Cascades ThermaFresh começar a perder as suas propriedades ela pode ser totalmente reciclada.

Atualmente só disponível no Canadá o cooler custa +- R$26,00 na Cascades.

O que você acha da ideia? Eu acho muito interessante, mas parece pouco viável. Apesar de ser um material supostamente ecológico, o tempo de vida útil parece bastante baixo, comparado com os coolers de plástico que temos hoje em dia.

Ganha no aspecto do material, mas perde no tempo de vida. Em alguns momentos em que  é necessário um cooler apenas por um tempo curto até pode funcionar, mas em outras atividades o cooler normal parece ser o mais adequado.

24out

Carregador solar que gruda no vidro

No mercado já temos vários tipos de carregadores solares, mas este me surpreendeu pela possibilidade de grudá-lo em um vidro.

O Quirky Ray possui ventosas que possibilitam carregar seus aparelhos com energia solar grudando o aparelho no vidro para aproveitar melhor os raios solares. O carregador possui ainda uma bateria para armazenar a energia caso você não esteja carregando nenhum aparelho.

Parece incrivelmente útil para colocar no painel do seu carro ou até mesmo na janela de um avião. O Quirky Ray foi desenvolvido pelo designer Brandon Craven e está em pré-venda por US$39,99 na Quirky.

24out

Elástico com pneus usados de bicicleta

Dando sobrevida as câmaras de pneus de bicicleta a empresa Suíça tät-tat resolveu reciclar o material e transformá-lo em elásticos para o escritório.
O pacote possui 70 elásticos e custa US$8,00 na Plasticashop.

A criação ficou por conta dos designers Brigitta e Benedikt Martig-Imhof.

 

Outros Blogs