21abr

50 anos de Brasília

A Juliana Visinheski (minha esposa) fez uma ótima seleção no blog dela Chandelier de vários aspectos da cidade de Brasília que completa hoje 50 anos. Estamos morando em Brasília há três anos e como em toda cidade temos as coisas que adoramos e detestamos nela.

Para quem quer saber mais sobre a construção da cidade, curiosidades e toda a sua belíssima arquitetura indico a edição especial sobre Brasília da Revista Veja e a Revista Projeto Design que neste mês traz 50 grandes obras arquitetônicas comentadas por arquitetos, ministros, urbanistas entre outros.

5abr

Parada de ônibus com garrafas

O designer e arquiteto americano Aaron Scales desenvolveu o projeto BottleStop para uma competição de designs de paradas de ônibus. A parada produzida com materiais reaproveitados tem como destaque as paredes feitas com garrafas de vidro. Estas, à noite, são iluminadas por lâmpadas LED abastecidas por painéis solares instalados na parada de ônibus.

O projeto foi vencedor da competição Art in Motion: art shelter design contest e recebeu US$14.000,00 de investimento para a sua instalação. A parada está localizada na cidade de Lexington, Kentucky – EUA na rua 1306 Versailles.

Leia uma entrevista com o designer

28fev

Escola de jornal em Taiwan

O canadense John Lamorie e sua esposa nascida em Taiwaan, Shelly Wu construíram uma escola ecológica utilizando mais de 1.300 kg de jornais velhos em Taiwan.

Com jornais doados por alunos foi possível construir uma escola de 75 m² para a área rural de Pingtung no sul de Taiwan.

Para fazer a escola, Lamorie construiu uma betoneira utilizando um cortador de grama. Na betoneira misturava jornais, água e cimento para fazer o que ele chama de “papercrete” ou papel concreto, para fazer os blocos para a construção.

Já a impermeabilização ficou por conta de um revestimento de silicone aplicado as paredes da construção.

Fonte: Taipei Times

23fev

La casa de botellas

A “Casa de Botellas” ou a Casa de Garrafas foi construída pela pequena família de artesãos Santa Cruz na cidade de Puerto Iguazú na Argentina, como um projeto familiar de reutilização dos resíduos gerados por eles próprios.

O principal material utilizado na construção da casa são as garrafas PET, mas há também caixas Tetra Pak, caixas de suco entre outros. Para eles fazer isso significa colaborar com a redução do dióxido de carbono e cuidar do planeta de uma forma diferente.

Para todos que visitam o lugar, a família ainda dá aulas sobre o processo de construção e sobre consciência ecológica.

O protótipo da casa utiliza:

  • 1200 garrafas PET para as paredes
  • 1300 caixas Tetra Pak de leite e de vinho  para o telhado
  • 140 caixas de CD para as janelas e portas
  • 120 garrafas PET para os sofás
  • 200 garrafas PET para a cama
0 La casa de botellas

Fonte: Planet, Inhabitots

17fev

Uma casa com 3m de largura

O que antes era apenas o espaço de uma antiga rua deu lugar a uma incrível casa de apenas 3m de largura no Japão.

A casa Michi No Ie de dois andares foi criada pelo arquiteto Takafumi Matsunaga impressiona pela criatividade na organização do espaço. Utilizando paredes brancas, móveis planejados, muito vidro e janelas para a entrada de luz natural, o imóvel aparenta ser muito mais amplo. A casa está localizada em Meguro-ku, Tóquio.

Veja mais fotos no site What we do is secret.

Outros Blogs