12abr

Uma sala de aula com um contêiner reciclado

Fiquei admirado por essa sala de aula instalada na África do Sul e feita com um contêiner reciclado. Pensando principalmente que um projeto desse tipo, poderia ajudar em inúmeras situações de emergência, como a que vimos acontecer no Haiti.

Uma das partes interessantes do projeto é que além de uma sala de aula, o espaço exterior foi construído com uma escada que acaba se tornando um pequeno anfiteatro para apresentações culturais e espaço de interação para as crianças.

Dentro do container há mesas para estudo e espaço de leitura com puffs e uma pequena biblioteca. Além disso, na parte exterior também podem ser instalado um pequeno parquinho com escorregador e balanços.

Podemos achar que o contêiner pode aquecer muito, devido as altas temperaturas da região. Mas como há um vão entre o contêiner e a cobertura acredito que não haja problema. Já colocamos aqui no blog um projeto com bambu (Casa de Bambu na Costa Rica) com uma estrutura bem parecida e o leitor Bruno Etchepare também diz que não haveria problema.

O projeto é da TSAI Design Studio, localizada em Cape Town na África do Sul.

   

 

 

1fev

Freitag – uma loja com 17 contêineres

Vocês já devem ter visto por aí, que algumas empresas estão optando por usar contêineres para fazerem lojas. É o caso da Pluma e até da Starbucks que já fez um drive through.
Hoje apresento pra vocês a loja da suíça Freitag. Uma marca bastante conhecida na Europa que fabrica bolsas a partir de lonas usadas de caminhão.

A loja conceito fica localizada na maior cidade da Suiça, Zurique, e tem nada mais, nada menos do que 17 contêineres reaproveitados e quase 26 metros de altura.
São quatro andares de loja e mais de 1600 bolsas recicladas para vender. No topo do edifício há ainda um mirante para observar a cidade. Será que eles alugam um dos contêineres para morar?

O projeto ficou a cargo do estúdio Spillmann Echsle comandado pelos arquitetos Annette Spillmann e Harald Echsle.

Está em Zurique e quer visitar a loja? Segue o endereço:
Nome: FREITAG SHOP ZÜRICH
Endereço: Geroldstrasse 17
CH-8005 Zurich

Obs: No site da Freitag diz que são 19 contêineres, mas estou procurando até agora os outros dois. Acredito que fiquem ao redor do edifício e utilizado para outros fins, como mostram algumas fotos.

Fonte: Invacuum, Techeblog

26jul

Sunset Idea House 2011 – Casa contêiner

A casa feita de contêiner tem 18m2, mas mesmo assim tem espaço para quatro pessoas dormirem. Ela foi desenhada e projetada pela empresa americana HyBrid, mas engana-se quem pensa que é apenas um projeto experimental. Pois o modelo C192 Nomad – Sunset Idea House 2011 está a venda por US$72.000,00 e possui cozinha, banheiro e painéis solares.

O projeto apelidado de Cargotecture utiliza contêiner descartados pela indústria e esteve em exposição durante a Celebration Weekend deste ano na cidade de Menlo Park.

Fonte: JetsonGreen

9out

Casa Manifesto – a fusão entre contêineres e páletes

A Manifesto House construída em Curacaví, Chile combina em uma casa minimalista e sustentável dois materiais que estão super em alta, contêineres e páletes.

Utilizando três contêiners em dois pavimentos, a casa pré-fabricada, bioclimática e modular possui quase 160m². No primeiro pavimento um contêiner dividido ao meio é utilizado como estrutura de sustentação para os dois contêineres que ficam no segundo pavimento.

Cerca de 85% dos materiais utilizados na construção são reciclados, reutilizados ou de fontes certificadas. Isso vale para uma série de itens muito interessantes que estão no projeto como o isolamento feito com cortiça reciclada; alumínio, ferro e aço reaproveitados, e até mesmo papel reciclado. A casa ainda tem painéis solares e energia eólica o que garante uma autonomia de 70% da energia gasta pela casa.

Um lado da fachada é revestida com madeira certificada e do outro com páletes reaproveitados. Os páletes são móveis e dão a possibilidade de diversas aberturas para deixar a luz natural penetrar na casa e aquecer a estrutura de metal do contêiner no inverno, assim como se fecham no verão para proteger a casa do calor.

O projeto da Manifesto House ficou a cargo do escritório de arquitetura James & Mau Architectura e foi encomendado pela Infiniski, uma construtora com foco em projetos mais ecologicamente corretos.

Segundo algumas fontes (1, 2), a casa custou cerca de €80.000 e foi construída em apenas 90 dias em 2009. Os móveis da casa foram fornecidos pela Cómodo Studio.

Fonte: Architecture4us. Fotos de Antonio Corcuera.

20jan

Casa Contêiner na Casa Cor Brasília de 2009

A Casa Container construída com dois contêineres sobrepostos foi o grande destaque deste ano da Casa Cor Brasília 2009.

O projeto das arquitetas Alice Alves Ribeiro (AU²) e Raquel Lima arrebatou nada menos do que três prêmios: Projeto Mais Original, Projeto Mais Sustentável e Melhor Projeto na Casa Cor Brasília 2009.

Os dois contêineres marítimos foram sobrepostos formando um L, assim a casa ficou com dois andares. O acesso para o segundo andar é feito por uma escada de ferro, neste, vários nichos com garrafas pet permitem a entrada de luz natural.

Apesar de uma área interna total de 70m², a disposição dos contêineres permitiu que a casa ganhasse mais dois belos espaços de área de lazer, o terraço (piso superior) e a varanda (piso térreo). Segundo a arquiteta, os containeres são descartados nos portos, mas vale a pena investir nessa opção, pois tem um baixo custo de investimento e uma estrutura forte com vida mediana de 100 anos.

Na parte interna as arquitetas tiveram o cuidado com a decoração ao fazer composição com a estrutura da casa. Toda a parte elétrica é instalada com conduíte aparente dando maior ênfase a um estilo industrial. As luminárias têm estilo retro com lâmpadas de baixo consumo, mobiliário moderno e esculturas de sucata. Alguns dos ambientes que as arquitetas elaboraram foram: varanda, sala, home theater e área de café integrado com um terraço. Na área de café a decoração tem um toque especial para contar a história do uso dos contêineres para o transporte do café brasileiro para outros países.

A obra durou 35 dias para a montagem completa, adaptações, instalações e a decoração.

Além do próprio contêiner há outros elementos com principio ecologicamente correto e sustentável como:

  • Placas de OSB para revestimento no teto e paredes;
  • Piso composto por placas de madeira de manejo sustentável;
  • Na área do café, as mesas, o balcão e uma das janelas do local recebem Ecoresina 3form (Finestri) – uma placa versátil e ecológica feita com 40% de poliéster reciclado, acrílico e vidro;
  • Na passarela que dá acesso ao jardim da exposição e a casa contêiner foi utilizada a Eco Madeira LEPRI – resultado do reaproveitamento de lâmpadas fluorescentes;
  • Tinta a base d’água – menos teor tóxico;
  • Lâmpadas com LED e com a energia solar.

Como revela a arquiteta, a idéia de fazer a casa contêiner é de repensar o estilo de vida e que lixo pode virar luxo usando a criatividade. Rever na obra o que pode ser descartado e o que pode ser reutilizado.

Fotos e fonte da AU².

12

Outros Blogs